quarta-feira, 29 de abril de 2009

Alguém salve as feias


Bom, esta C. walkeriana está fora dos "rigorosos" padrões de "qualidade" que vemos disseminados por aí, mas não trocaria por uma 'Feiticeira' ou uma 'Tokio' (mesmo porque provavelmente eu não encontraria ninguém interessado nesta troca). A origem desta me leva a crer que foi das últimas remanescentes coletadas na minha região, Marília/SP, pois é coisa de 50 anos em uma família que nunca saiu das redondezas, embora provas concretas provavelmente nunca terei, mas eu gosto da história que em boa parte inventei para eu mesmo.

Hoje na região ainda há alguns resquícios de diferentes fitofisionomias de Mata Atlântica ,e alguma coisa de Cerrado também já pude ver, especialmente na medida que se vai para o oeste, então acho possível lá ter tido walkeriana de fato, embora não tenha encontrado o "ninho" delas ainda.

O importante é estar indo sempre atrás de algo, como walkerianas de formas redondas, mas meu fetiche são os elos, que  talvez, estejam perdidos. Tokio, Feiticeira e cia. muito provavelmente são menos raras que exemplares cujas populações foram já extintas nos seus habitats, o que faz delas verdadeiras relíquias, e possivelmente úteis no futuro.

Sou curioso para saber de onde surgiu esta idéia de que "orquídeas de qualidade são as de pétalas que se tocam" (ao menos em alguns gêneros de orquídeas), me corrijam por favor, mas penso que muito provavelmente este tipo de "tecnologia muito sofisticada" para variar tenha sido importada "dos extrangeiros"...


4 comentários:

Marta disse...

a orquídea mais bonita é aquela que nos emociona mais, tenha ou não pétalas redondas que se encontram!
as minhas meninas não precisam das belezas de exposições, me emocionam a cada flor, a cada perfume,a cada novo broto!
se "eles" as acham feias que mas deem! me emocionarei, sempre!

Vanessa Valadares disse...

Olá, comecei com este hobby de cuidar de orquídeas há 3 semanas. Adiquiri 3 exemplares em uma exposição que teve em minha cidade. Uma é um Dendobrio, as outras duas não lembro o nome de cabeça ainda, mas uma é apenas muda. Ontem peguei na casa dos meus pais uma que é bem parecida com a flor desse post. Está bem feinha sabe, o povo não estava cuidando direito, mas agora vou fazer ela ficar bonita, ou pelo menos assim espero. Quem sabe seus posts poderão me ajudar nessa missão.
Abraços..

Sola disse...

Olá, Marcos,meu nome é Solange tudo bem? Por acaso encontrei o teu blog adorei o que ví fiquei facinada pelas orquideas, adoro, sempre que posso comprar na exp.regional realizada aqui em Garibaldi.Mas a razão deste é que também sou Locatelli,e estamos organizando o 15º encontro dafamilia Locatelli, que será aqui no dia 30/01/2010, participam pessoas de outros estado também indepdente de parentesco ou nao,é legal porque na ocasião tenta-se achar a um parentesco mais próximo

Sola disse...

continuando...
por isso ficaríamos felizes com a sua presença. E o que é essencial convidando mais um Locatelli.
Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

Abraços Solange.